03/04/2017

PROCON alerta para mudanças no cartão de crédito





Para baixar os juros do cartão de crédito, o Governo Federal determinou aos bancos que, a partir do dia 3 de abril, limitem o uso do rotativo por 30 dias. “A vantagem é que essa medida pode reduzir muito os índices de endividamento do cartão. O consumidor que pagou o mínimo na fatura terá essa linha de crédito mais barato do que os juros do cartão”, explicou o diretor do PROCON, Nyverson Moura. 
 
Pelas novas regras, os clientes poderão ficar no rotativo, que tem as maiores taxas do mercado, somente até a data da liquidação da próxima fatura. Se a dívida não for paga, ela terá de ser transferida para outra modalidade de crédito, como o parcelado no cartão, que possui custo menor. “Como essa mudança é nova e os bancos ainda estão se adequando, o consumidor deve prestar atenção às cláusulas, aos valores e ao contrato em geral”, completou Moura.
 

Atualmente, alguns bancos já oferecem aos clientes a possibilidade de migrar a dívida do rotativo para outras linhas com juros menores, mas isso não é feito de maneira automática e depende de solicitação do cliente.